Dimensões do aquário plantado:
105Lx46Hx45P (cm) – Volume efetivo: 200 l
Vidro temperado 10 mm

O objetivo maior deste projeto foi manter o equilíbrio e a regularidade do ecossistema diariamente, conservando a boa qualidade da água com plantas e peixes saudáveis!

Controles Automáticos implementados:

- Trocas parciais da água (10l/dia):
Realizado através de um filtro deionizador industrial (Viafiltros) que possui dois compartimentos para o tratamento da entrada de água: o primeiro de carvão ativado para retirar o cloro e o segundo de resina mista (catiônica e aniônica) para retirar quaisquer minerais e metais pesados presentes na água. Este filtro é controlado pela programação de um timer digital que liga/desliga uma válvula solenóide industrial(Asco) que está acoplada a uma torneira de ajuste fino do volume de entrada de água no aquário (100 ml/min). A baixa vazão de H2O é interessante porque além de garantir a estabilidade da temperatura da água no aquário, ao mesmo tempo otimiza a ação e a durabilidade das resinas. No mesmo momento em que a água entra no aquário, a troca parcial acontece através do ladrão instalado no lado oposto a 13mm da superfície, por onde a água sai do aquário. O filtro ainda possui sensores que ativam um led verde quando a qualidade da resina mista permanece boa, ou o led vermelho, indicando a necessidade da sua troca.

- Fotoperíodo (10 horas):
O aquário possui um luminária (Arcádia) com quatro lâmpadas T5 Plant Pró (39W) controlada por dois timers, um para cada duas lâmpadas. Os dois timers são necessários para a ativação/desativação de duas lâmpadas de cada vez, evitando assim a iluminação com potência de 100% durante todo o fotoperíodo.

- Injeção de gás carbônico (PH 6,6/KH=2):
Armazenagem do CO2 no cilindro de gás carbônico (Aquamazon 3Kg) com regulador de pressão (Morato) e válvula solenóide industrial (Asco) a qual é acionada pelo controlador de PH (Weipro 2010). Este último tem a função de controlar a dose de CO2 na água através da medição do PH. Caso o gás carbônico for injetado em excesso a água torna-se muito ácida, podendo matar as plantas e peixes.

- Injeção de fertilizante líquido (1ml/dia):
Administrado pelo dosador líquido (Eheim) que possui timer programável acoplado. A dosagem mínima de fertilizante diária é realizada para manter o equilíbrio do aquário com plantas saudáveis, sem ocasionar o impacto no sistema com dosagens maiores semanais ou mensais.
Fertilizantes: Plant Nutrition Tropica 45% / Flourish Seachem 45% / Flourish iron Seachem 10%

- Alimentação dos peixes (3x/dia):
Realizado por dois alimentadores automáticos (Eheim) com timers programáveis acoplados. A utilização dos dois alimentadores foi prevista para viabilizar o fornecimento de dois tipos de ração com granulação diferenciada entre eles. O quarto timer digital é responsável pelo desligamento do filtro canister (Eheim Ecco 2236) no momento da alimentação dos peixes, evitando assim a sucção e desperdício da ração, preservando a qualidade da água. É muito importante observar a quantidade oferecida aos peixes, nunca permitindo as sobras o que causarão o crescimento das algas.

- Iluminação e oxigenação noturna:
A iluminação noturna (9w) faz-se necessária para a proteção dos peixes de pequeno porte na escuridão total quando são presas mais fáceis para os maiores. A oxigenação noturna é realizada com a movimentação mais acelerada da água promovida pelo acionamento da bomba submersa (450l/h). A oxigenação maior da água fora do fotoperíodo é saudável, o que evita a queda do PH e supre o O2 adicional exigida pelas plantas neste intervalo. Ambas, a iluminação e a oxigenação são controladas através de um fotosensor, que as ativam no momento que o fotoperíodo termina.

- Outros equipamentos relevantes:
Termostato (Jager/Eheim) 150W (26°);
Filtro UV (Coralife Turbo Twist) 9W.

Aquário Automatizado de Emilson Furuta Aquário Aquário Automático

Assine e receba atualizações: